Oscar López Rivera recebeu a Ordem da Solidariedade

O combatente pela independência porto-riquenha, Oscar López Rivera, recebeu, na manhã da terça-feira, 14 de novembro, a Ordem da Solidariedade das mãos de Mercedes López Acea, membro do Bureau Político do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e vice-presidenta do Conselho de Estado, em uma cerimônia realizada no Memorial José Martí, em Havana.

López Rivera expressou sua maior gratidão ao Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz, ao presidente Raúl Castro Ruz e ao povo cubano.

«Nos anos em que fui preso, foi quando fui mais ajudado pela solidariedade de tantos seres humanos que amam a justiça e a liberdade», afirmou.

«O povo cubano é um povo com grande capacidade de ser solidário, uma solidariedade compassiva, de amor, que nasce mais do que tudo de um processo revolucionário que começa com a luta pela independência e culmina com o triunfo da Revolução».

Em suas palavras de homenagem, Fernando González Llort, Herói da República de Cuba e presidente do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), referiu-se ao amigo, o patriota porto-riquenho como um homem corajoso, simples e culto, com grande sensibilidade artística, Além de ser um pai preocupado, avô atencioso, amante indomável de sua ilha e do seu povo.

Fernando também lembrou que López Rivera foi preso em 29 de maio de 1981, acusado de conspiração sediciosa, um crime usado contra combatentes pela independência porto-riquenha que lutaram contra o colonialismo. «Com essa acusação, eles tentam criminalizar a defesa do direito à autodeterminação do povo de Porto Rico», acrescentou.

«Há motivos sólidos para conceder-lhe a Ordem da Solidariedade — concedida pelo Conselho de Estado — em reconhecimento justo de sua luta e a atitude mantida por quase 36 anos de prisão, pelo único motivo de ter lutado pela independência de seu país», enfatizou González Llort.

Também estiveram presentes José Ramón Balaguer, membro do secretariado do Comitê Central do PCC e chefe do departamento das Relações Internacionais, e Gerardo Hernández Nordelo, Herói da República de Cuba.

Antes de começar a cerimônia, López Rivera colocou uma coroa de flores ao pé do monumento ao Herói Nacional José Martí, na Praça da Revolução.

Fonte: Granma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s