Construtores, alicerce econômico da Revolução

O andamento de importantes tarefas e a proposta de projeções que contribuirão para conseguir seu cumprimento de forma eficiente, foram alguns dos temas debatidos na segunda jornada de trabalho da Primeira Conferência do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Construção, efetuada na sede da Central dos Trabalhadores de Cuba (CTC), em Havana.

Entre os temas debatidos estiveram a participação e atuação das forças trabalhistas na batalha pela eficiência; a qualidade; a introdução de novas tecnologias; os sistemas organizativos e de manutenção nas construções; e a efetividade na gestão integrada e sustentável da água.

Com a presença de Ulises Guilarte de Nacimiento, membro do Bureau Político do Partido e secretário-geral da CTC; René Mesa Villafaña, ministro da Construção; Inés María Chapman, presidenta do Instituto Nacional dos Recursos Hidraúlicos e Carlos de Dios Oquendo, secretário-geral do Sindicato da Construção, adotou-se o acordo de desenvolver um processo de avaliação e discussão dos temas debatidos na reunião nas organizações de base com um olhar profundo para a solução dos problemas. Igualmente, os delegados pronunciaram-se por uma maior intervenção do sindicato nas obras construtivas onde agem diferentes gestores da propriedade, utilizando um eficiente sistema de comunicação entre o sindicato e os empregadores. Destacou-se mediante consenso que a qualidade das obras se resolve também com o autocontrole, a autogestão e a responsabilidade compartilhada.

Indicou-se, ainda, que o âmbito principal para debater os problemas e conflitos nos processos produtivos é a assembleia de afiliados, e se manifestou a necessidade de uma capacitação jurídica e econômica para os líderes e funcionários sindicais.

O agir e o papel de protagonista da organização operária foi o eixo central das intervenções suscitadas na comissão que avaliou seu funcionamento e desempenho.

Aí, sugeriu-se potencializar ações para o fortalecimento orgânico e funcional dessas estruturas, que possam propor vias e meios para o planejamento, organização, execução, controle e avaliação das tarefas.

Fonte: Granma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s