Governo do #Maranhão recepciona embaixador de #Cuba em visita aos profissionais do programa Mais Médicos

4fab4c3c-d998-40cd-849c-fdf7c62ea4af.jpg

O Governo do Maranhão, através das Secretarias de Estado da Saúde (SES) e Extraordinária de Articulação das Políticas Públicas (Seepp), recepcionou o embaixador de Cuba, Rolando Gómez, e a Cônsul Geral, Laura Pujol, durante visita aos profissionais cubanos inseridos no Programa Mais Médicos (PMM) no Maranhão. A cerimônia foi realizada no auditório do Praia Mar Hotel, na Ponta da Areia, neste sábado (14).

No encontro, que reuniu cerca de 80 médicos cubanos do PMM atuantes em 25 municípios maranhenses, o secretário adjunto de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa, agradeceu em nome da Secretaria de Estado da Saúde e de toda população os serviços prestados pelos profissionais ao Maranhão nos últimos anos.

“O programa é indispensável para o Maranhão. Temos 731 médicos trabalhando na atenção básica, e se não fosse esse suporte teríamos muitas dificuldades por causa da escassez desses profissionais. Obrigado pela presença de vocês aqui e, sobretudo, pelo excelente trabalho desempenhado por todos vocês ao nosso estado”, ressaltou o secretário adjunto.

2

“Apreciamos muito essa relação com o Brasil e com o Maranhão, um estado que tem acolhido os nossos médicos com muito carinho e afeto. Cuba está muito agradecida a todos os maranhenses pela hospitalidade. Estamos animados em corresponder tudo isso e encontrar caminhos e oportunidades que possam fortalecer ao máximo essa relação”, disse o embaixador Rolando Gómez.

Aida Curet é médica cubana e atua há 18 meses na cidade de Primeira Cruz. A profissional já esteve em outras missões e conta que a cultura do Brasil é bem mais acolhedora. “Fico feliz em trabalhar para que as pessoas mais necessitadas tenham acesso aos serviços básicos. Desde que cheguei fui bem acolhida por todos, tanto pelos gestores como pela população. Temos trabalhado de uma forma compartilhada e fico feliz de trabalhar nesse município”, afirmou.

3

Atualmente, o Maranhão conta com 731 profissionais atuando pelo Programa em 171 municípios, dentre eles 496 são médicos cubanos. Com a metodologia da assistência domiciliar do Mais Médicos, o profissional se envolve integralmente com a comunidade e muitas vezes dessa relação são construídos laços que permitem o sentimento de pertencimento aquela localidade.

“Nós temos a perspectiva de fortalecer ainda mais a Atenção Básica. O Governo do Maranhão vive o desafio de fazer uma grande transformação na vida da população maranhense com o acompanhamento e monitoramento do Programa Mais Médicos. Ao longo de quatro anos de evolução, têm-se visto as intenções buscadas e os resultados já alcançados, com a melhoria da qualidade de vida da população por meio dos expressos indicadores de saúde”, assegurou a superintendente de Atenção Primária da SES e coordenadora do Programa no Maranhão, Joelma Veras.

O titular da Secretaria Extraordinária de Articulações de Políticas Públicas, Marcos Pacheco, também esteve presente no evento e destacou o sucesso do programa em todo o estado. “Vemos a mudança quantitativa e qualitativa que o Mais Médicos proporcionou nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios do nosso estado. A experiência deles para nós, maranhenses, é algo extremamente gratificante, porque eles mostram para gente dedicação, amor e, sobretudo, a verdadeira vocação médica de se colocar a serviço das pessoas, principalmente das mais carentes”, afirmou.

Neste domingo (15), a comitiva se encontra com médicos cubanos residentes na região de Chapadinha. O encontro contará com pouco mais de 120 participantes e será realizado no auditório do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais do Campus IV, da Universidade Federal do Maranhão.

4

 

Fonte: Portal do Governo do Maranhao