#Cuba: Qualidade deve ser a premissa e essência de nossa Educação

O presidente cubano Miguel Díaz-Canel Bermúdez, acompanhado por Antonio Becalli Garrido, presidente do Inder, compartilhou com os quadros e diretores do sistema esportivo cubano sobre o ano letivo 2018-2019.Photo: Estudio Revolución

Em um espaço fértil para debater sobre o ensino, dentro e fora do esporte; exaltando o trabalho que, silencioso e constante, fazem os professores e treinadores mesmo nos lugares mais recônditos do país; e detalhar o que já foi feito e quanto ainda falta fazer, foi convertido o encontro efetuado na quinta-feira, 24 de maio, no Centro de Convenções de Cojímar, em Havana, onde teve lugar o seminário nacional para a preparação do ano letivo 2018-2019 no sistema esportivo cubano.

Como educar a partir do coração, como tornar a sala de aula ou campo de treinamento um espaço de confiança e diálogo, como imbuir os alunos do amor genuíno pela história da pátria, como mobilizar vontades e conscientizar, como semear as ideias de José Martí e dos líderes históricos da Revolução na alma de nossos jovens para que eles cresçam longe de dogmas e slogans vazios.

Disso e muito mais foi discutido no encontro, que contou com a participação dos principais quadros e gestores do sistema esportivo da Ilha, dos municípios e as províncias, e que teve a presença do presidente cubano Miguel Díaz-Canel Bermúdez, quem os convocou para fazer da qualidade o centro de todos os processos, «porque tem que ser a essência e a premissa de nossa Educação».

Díaz-Canel se referiu às motivações que marcarão o próximo ano letivo, incluindo a comemoração dos 150 anos do início das lutas pela independência, que, segundo ele, deve ser um incentivo para que nas salas de aula a história seja vivida e contada de uma maneira agradável e profunda.

Especificamente sobre a honrosa tradição esportiva de Cuba, o presidente comentou que eventos como aqueles vivenciados pela delegação cubana de Cerro Pelado, que foi capaz de contornar todos os obstáculos para chegar aos 10os Jogos da América Central e do Caribe, devem ser narrados nas escolas, junto com as histórias corajosas de vida de centenas de cubanos que hoje são glórias esportivas.

Díaz-Canel falou de levar às salas de aula conceitos como unidade, continuidade histórica, resistência, soberania e compromisso com a Revolução que fazem do esporte um direito do povo; e, ao mesmo tempo, combater fenômenos como a banalidade, indecência, doping e o tráfico de pessoas, estes dois últimos estão intimamente ligados ao movimento esportivo internacional.

Díaz-Canel considerou que não se deve permitir que as dificuldades se acumulem durante o ano letivo, que é preciso lançar mão da pesquisa científica diante de qualquer problema e que a chave para conseguir um trabalho bem-sucedido é estabelecer uma ligação mais próxima com a base e prestar atenção a quem está no comando todos os dias, na sala de aula e no campo de treinamento.

Insistiu na preparação e aperfeiçoamento de professores e treinadores, que devem ser um exemplo permanente para seus alunos. Também defendeu o atendimento responsável dos recém-formados, que devem participar da tomada de decisões dos centros onde estão localizados.

Sobre a política de quadros no sistema desportivo, disse que, além dos quadros fundamentais, devemos trabalhar de forma mais consciente e planejada com aqueles que administram os centros onde os atletas e grupos desportivos estão sendo formados. Citou particularmente o caso do beisebol onde, às vezes, o assunto é tratado com improvisação e seus diretores mudam quase todos os anos.

Em seu discurso, também ocuparam espaço temas como a promoção do debate nacional sobre o beisebol; a realização de melhores jogos escolares e juvenis, que podem ser televisionados com maior frequência; o resgate de instalações esportivas; o aprimoramento da aula de Educação Física em todos os níveis de ensino; e o vínculo permanente que deve existir entre Inder e a mídia, bem como a presença constante nas redes sociais para trazer a verdade de Cuba e seu movimento esportivo para o mundo, a partir de nossas posições.

Díaz-Canel disse estar confiante de que a Ilha conseguirá um bom desempenho nos Jogos Centro-americanos e Caribenhos, a ser realizados neste ano em Barranquilla, e que o próximo ano escolar do sistema esportivo cubano também será bem sucedido, para o qual se está trabalhando e há compromisso, concluiu.

 

Fonte: Granma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s