MINREX: #EUA aceita que desconhece a explicação, a natureza e a causa das condições de saúde relatadas por seus diplomatas

EM 29 de maio de 2018, a embaixada dos Estados Unidos em Havana informou ao Ministério das Relações Exteriores da República de #Cuba que, no dia 27 do mesmo mês, uma funcionária dessa embaixada havia relatado sintomas de saúde, como resultado de «sons indefinidos» no local de residência.

Imediatamente, o governo cubano concedeu a mais alta prioridade ao assunto e solicitou oficialmente à missão diplomática dos Estados Unidos que médicos e pesquisadores especializados, respectivamente, pudessem entrevistar essa funcionária.

A investigação exaustiva e urgente realizada nas proximidades da residência não encontrou evidências de qualquer som que pudesse causar danos à saúde.

Tal como nos casos relatados anteriormente, as autoridades e especialistas cubanos não tiveram acesso ao funcionário.

Cuba reiterou pública e oficialmente sua disposição de cooperar seriamente na busca conjunta de respostas, esclarecimentos e solução dos fatos alegados.

Depois de mais de um ano de investigações de agências especializadas e especialistas de Cuba e dos Estados Unidos, confirma-se que não há hipóteses ou conclusões credíveis vinculadas à ciência que justifiquem as ações do governo dos Estados Unidos contra Cuba, em detrimento das relações bilaterais e com motivações políticas óbvias.

O Ministério das Relações Exteriores também tomou nota do anúncio feito pelo secretário do Estado, em 5 de junho, sobre a criação de uma Força de Tarefa Conjunta para responder ao que ele descreveu como «incidentes de saúde inexplicáveis ​​para o pessoal estacionado no exterior», especificamente em Cuba e na República Popular da China.

O anúncio declara expressamente que «a natureza dos danos sofridos pelo pessoal afetado não foi estabelecida, ou se há uma causa comum para todos os casos».

Garantir a saúde e a segurança de cubanos e cidadãos estrangeiros foi, é e será uma prioridade que distingue a nação cubana. É amplamente sabido que o governo cumpre estritamente suas responsabilidades no cuidado e proteção do corpo diplomático.

O Ministério das Relações Exteriores reitera que nenhuma evidência foi apresentada sobre os incidentes alegados e mantém seu compromisso inabalável de cooperar com as autoridades dos Estados Unidos para obter esclarecimentos sobre essa situação e os melhores cuidados médicos para as pessoas envolvidas.

Cuba é e continuará sendo um país seguro, estável e atraente.

Havana, 10 de junho de 2018.

Fonte: Granma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s